Novidades
Biblioteca
Fibrenamics Abraça a Vanguarda da Inovação Automotiva com Soluções de Iluminação e Aquecimento

01 jun 2023Notícias

Fibrenamics Abraça a Vanguarda da Inovação Automotiva com Soluções de Iluminação e Aquecimento

Fibrenamics Abraça a Vanguarda da Inovação Automotiva com Soluções de Iluminação e Aquecimento

Fibrenamics Abraça a Vanguarda da Inovação Automotiva com Soluções de Iluminação e Aquecimento

A Fibrenamics, centro de investigação afiliado à Universidade do Minho, está na vanguarda da inovação automóvel com o projeto LH4Auto. Este projeto, desenvolvido em parceria com a Simoldes Plásticos, a Stellantis e o 2C2T, alcançou um marco importante ao criar componentes automotivos com propriedades de aquecimento e iluminação implementando tintas eletroluminescentes e materiais condutores de última geração. Esta abordagem inovadora traz diversas vantagens em relação às tecnologias tradicionais, de onde se destaca uma distribuição homogénea e de implementação flexível, de luz e calor.

Uma das grandes conquistas do projeto centra-se no desenvolvimento de tintas eletroluminescentes, que se destacam pela sua aplicação simplificada, superando alternativas como o OLED. Tal possibilita o seu uso em superfícies curvas - anteriormente um desafio técnico. Esta nova abordagem expande as possibilidades de design e desenvolvimento, abrindo espaço para a criatividade e inovação na indústria.

Outra das características pioneiras deste projeto é a distribuição de calor nos componentes automotivos. A utilização desta tecnologia de aquecimento permite uma distribuição uniforme do calor nos componentes, garantindo um conforto térmico para os ocupantes do veículo. Esta abordagem inovadora é um marco significativo no mercado automotivo, oferecendo soluções eficientes para o aquecimento dos componentes, permitindo novas propostas de valor para o mercado.

A sustentabilidade e a redução da pegada ecológica são também eixo prioritários do projeto uma vez que, tanto as tintas eletroluminescentes quanto os materiais condutores com propriedades de aquecimento utilizados neste projeto possuem níveis reduzidos de espessura, traduzindo-se numa significativa redução de peso e espessura dos componentes. Apesar da redução, as características dos componentes não são comprometidas e os veículos equipados com esta tecnologia podem desfrutar de iluminação e aquecimento eficientes, sem cedências ao nível da qualidade ou o desempenho, permitindo aos fabricantes de automóveis a oportunidade de desenvolver veículos mais leves, energeticamente eficientes e com design mais flexível. Destaca-se o alinhamento deste projeto com o plano estratégico “Dare Forward 2030” da Stellantis que apresentam, entre outras, metas de neutralidade carbónica até 2038.

Segundo declarações da Simoldes, o projeto apresenta o potencial de "transformar qualquer peça numa lâmpada", e reduzir o uso de ar condicionado, contribuindo para o aumento da autonomia veicular e para a redução das emissão de carbono. Tal representa um avanço significativo na indústria automotiva, abrindo novas possibilidades tecnológicas e colocando Portugal na vanguarda da inovação do sector.

No futuro, podemos esperar uma nova geração de automóveis que aproveitam plenamente dos benefícios destas tecnologias, proporcionando uma experiência de condução mais avançada e sustentável para os consumidores.

Artigos Relacionados

"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

07 dez 2022Notícias

"O nosso envolvimento com centros de investigação é sem duvida um factor-chave para o nosso sucesso" - Simoldes

Em entrevista à Fibrenamics, Carla Silva, Project Manager no Departamento de I&D na Simoldes, destaca os fatores que permitiram à Simoldes diferenciar-se da concorrência e cumprir com os requisitos exigentes da indústria automóvel.

Ler mais
Fibrenamics e Borgstena lançam máscara cirúrgica mais confortável para o utilizador

29 jun 2021Notícias

Fibrenamics e Borgstena lançam máscara cirúrgica mais confortável para o utilizador

A empresa Borgstena e a interface da Universidade do Minho - a Fibrenamics, desenvolveram em parceria uma máscara cirúrgica de nível I que confere maior conforto ao utilizador.

Ler mais

Cookies

A Fibrenamics utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e para fins estatísticos. A continuação da utilização deste website e serviços pressupõe a aceitação da utilização de cookies. Política de cookies.